Falece em Salvador, Tanajura, grande artilheiro da ADJ

Faleceu, em Salvador, nesta segunda-feira (16OUT17), aos 70 anos, João Alberto Tanajura, que por bom período fez sucesso como atacante da ADJ, além de ter vestido, com igual brilho, camisas de grandes clubes na região, a exemplo do Flamengo (Jequié) e do Independente (Ipiaú), além da própria Seleção de Jequié. Tanajura, considerado um dos maiores artilheiros do interior da Bahia, quando defendeu as cores da ADJ, por anos, na década de 1970, também ficou conhecido como um homem que anunciava com galhardia a palavra de Deus.

Tanajura sempre cercado do carinho de seus familiares.

19º Batalhão detém suspeitos por tráfico de drogas no Joaquim Romão

Policiais militares da 6ª CIA/CETO/ABUTRES detiveram, Por volta das 23h30min do último sábado (14OUT17), Sidnei Alves de Oliveira (19) e Rodrigo Souza Santos por tráfico de drogas no Largo da Pampulha, bairro Joaquim Romão, na cidade de Jequié. Os PMs empreendiam rondas ostensivas nas imediações da Rua Felix Batista, no mesmo bairro, quando avistaram dois indivíduos em atitude suspeita. Ao perceber a aproximação das viaturas ambos tentaram fugir mas foram interceptados, tendo apreendido: 11 (onze) porções de maconha, totalizando aproximadamente 8,35Kg; 05 (cinco) pacotes de cocaína, totalizando aproximadamente 250g; 02 (dois) aparelhos celulares; 02 (duas) facas; R$ 200,00 (duzentos reais) em espécie e 03 (três) balanças de precisão. Segundo o 19º Batalhão da Polícia Militar, os indivíduos e todo o material apreendido foram encaminhados as autoridades locais para a adoção das medidas legais.

PRIMEIRA MÃO: Cipe Central ganha novas faixas de atuação e perde algumas áreas no Vale do Jiquiriçá

Mudanças importantes acontecem nesta segunda-feira (16OUT17) quanto à área de atuação da Cipe Central, cuja sede é em Jequié. Desta data em diante, a Cipe Central perde algumas faixa territorial e passa a ocupar outras, a exemplo das microrregiões de Itapetinga, Poções e Brumado. Parte do Vale do Jiquiriçá terá cobertura da Cipe Litoral Norte. O Blog jequieeregiao.com.br obteve essa informação em primeira mão neste sábado (14). Os limites territoriais deverão ser anunciados, de forma oficial, pelo comando geral, a qualquer momento. É importante destacar que a Cipe Central continua forte, mantendo sua destacada atuação no Território do Médio Rio das Contas, bem como até Brejões, no lado da BR 116, e até Santa Inês. Portanto, também manterá boa parte do Vale do Jiquiriçá.

PRIMEIRA MÃO: Jequié recebe 4 médicos no Programa Mais Médicos

Jequié é uma dos municípios beneficiados com a disponibilização, por parte do Ministério da Saúde, de quatro médicos, através do Programa Mais Médicos. No total, a Bahia recebe, neste mês de outubro 116 médicos brasileiros formados no exterior. Os profissionais vão atuar na atenção básica de 71 municípios baianos. As cidades que vão receber o maior número de médicos são Salvador (8), Itamaraju (5), Sento Sé (4), Jequié (4) e Ipiaú (4). Essa recomposição chega em boa hora, porque algumas unidades de saúde enfrentam problemas com a ausência de médicos.

Suspeitos de integrar organização criminosa são mortos em confronto com a polícia de Jequié

Três homens suspeitos de integrar uma organização criminosa do Sudeste do país e acusados de envolvimento em crimes contra instituições financeiras, tráfico de drogas e diversos homicídios, morreram em confronto com policiais lotados na Cipe Central na noite de sexta-feira (13OUT17). De acordo com a Cipe Central, por volta de 20hh30min na BR 116 – proximidades de Jequié, uma patrulha da Cipe Central realizava um bloqueio viário em uma ação conjunta com o 19° BPM/Jequié, quando indivíduos, ao avistarem a ação policial, abandonaram um veículo de forma abrupta e adentraram em uma área rural nas proximidades procurando se homiziar. O local foi cercado. Ainda de acordo com a Cipe, os militares foram recebidos por disparos de arma de fogo, “sendo necessário o imediato revide a injusta agressão”.
Após o cessar fogo, três indivíduos foram encontrados feridos e levados ao pronto socorro do Hospital Geral Prado Valadares, mas os mesmos não resistiram aos ferimentos, constatado pelo médico plantonista. Informa ainda que os procedimentos policiais foram lavrados na Delegacia de Jequié sob a responsabilidade da delegada Eliana Maria de Castro Oliveira. Tombaram durante o confronto: Sidnei Leal de Araújo, vulgo Pia, 32 anos; Edvan Alves da Silva, vulgo Didiu, 34 anos e Fabricio Félix Silva Ferreira, 30 anos. Foram apreendidos: 01 pistola Taurus calibre 9mm e 02 revólveres Taurus calibre 38.

Imagens divulgadas pela Cipe Central

Conselho de Saúde segue MP se posiciona contrário a forma de contratação de pessoal feita pela Prefeitura

A proposta de contratação de empresa especializada para prestação de serviços profissionais de psicologia, serviço social, pedagogia, nutrição e em serviços de saúde para as necessidades da Prefeitura de Jequié é considerada “um grande retrocesso” pelo Conselho Municipal de Saúde de Jequié. Em Nota Pública, o CMS afirma que a terceirização na forma do Pregão Presencial 086/2017, interfere diretamente nos valores de proteção à cidadania, à dignidade da pessoa humana e valores sociais do trabalho previstas na Constituição Federal. “Alertamos que esta forma precarizada de relação de trabalho só irá rebaixar os salários, gerando prejuízos para os trabalhadores, para o Sistema Único de Saúde e para o IPREJ – Instituto de Previdência de Jequié”, destaca o documento. E acrescenta: “Os trabalhadores poderão estar sujeitos a alta rotatividade e seleções baseadas em indicações políticas e apadrinhamentos”. Por fim, a Nota, assinada pelo presidente do Conselho, Silvino Rodrigues, lembra as propostas das Conferências Municipais de Saúde de 2011, 2015 e 2017 em que se manifestaram contra a terceirização e a favor de concurso público que é a forma correta de acesso ao serviço público. No início desta semana, o prefeito Sérgio da Gameleira, recebeu um documento do Ministério Público alertando-o sobre o tema.

Diocese de Jequié celebra o 5º ano de posse canônica de Dom José Ruy nesta sexta, 13

A Igreja Diocesana de Jequié celebra, neste sexta-feira (13OUT17), o aniversário de posse canônica de Dom José Ruy como bispo. Há exatos 05 anos, o religioso era empossado como bispo da Diocese de Jequié, em substituição ao hoje bispo mérito Dom Cristiano Jacob. A solenidade de posse ocorreu em frente à Catedral de Santo Antônio, com a presença de uma grande multidão, além de autoridades e convidados de várias localidades.

Multidão participa da solenidade de posse de Dom Ruy. Foto arquivo

Liga trabalha para renovar o Futsal de Jequié

A Liga de Futsal de Jequié vem trabalhando com o objetivo de buscar o resgate do futsal na cidade. O novo planejamento da entidade visa também o fortalecimento do futsal na região, que no passado, era uma referência para a Bahia. Para Carlos Capim, a renovada da Seleção de Futsal de Jequié devolverá as grandes alegrias que marcaram os bons tempos da modalidade. Lembra que a cidade projetou muitos atletas como: Bito, Kirica, Beto Preto, Malu, Pedro Cuia, Carlos Capim, Gervásio, Cebolinha, Gilsão, Cezar Marabá, Cuíca e tantos outros.

Contrato da Prefeitura de Jequié com escritório de filhos de desembargador sem licitação repercute

O contrato da Prefeitura de Jequié com o escritório de advocacia Jatahy Fonseca Advogados Associados, no valor de R$ 577 mil teve repercussão. O Site bahia.ba assinado pelo jornalista Levi Vasconcelos, destacou que a contratação foi feita sem licitação e que tal procedimento, ou seja, contratação sem licitação de escritórios de advocacia já foi alvo do Tribunal de Contas dos Municípios em diversas oportunidades. Em 2010, por exemplo, Luzinar Gomes, prefeito de Mundo Novo, foi condenado pela Corte por realizar a contratação do escritório Bernardo Vidal e Associados. A relatoria aplicou multa ao gestor. Outro que foi alvo do TCM foi o ex-prefeito de Santo Amaro, Ricardo Machado (PT). Em 12 de junho de 2011, relatório do conselheiro Fernando Vita determinou multa ao petista por rigorosa em relação aos contratos firmados entre escritórios de advocacia e entes públicos. O site informa que irão advogar para a cidade: Celeste Cintra Jatahy Fonseca Neta e Edmilson Jatahy Fonseca Neto, que compõem o escritório com o advogado Rodrigo Araújo Lacerda. O escritório irá defender “os interesses do município” nas áreas de Direito Constitucional, Tributário e Financeiro por seis meses. A banca deve ainda garantir a “percepção de créditos de ICMS aos quais o município tem direito em virtude das vendas realizadas pelos entrepostos de distribuição da Petrobras e Ambev no município”.

O OUTRO LADO
A Ordem dos Advogados do Brasil, sessão Bahia (OAB-BA), por outro lado, entende diferente do TCM. Em declarações à imprensa, o presidente da instituição, Luiz Viana, disse que não é possível “licitar confiança”. E acrescenta: “Essa discussão está posta no Brasil inteiro e a OAB tem defendido que, analisando caso a caso, é possível sim, a contratação de advogado pela Administração Pública mediante inexigibilidade de licitação. Na Bahia, diversos municípios são alvos de representações no Ministério Público por contratarem escritórios de advocacia sem licitação, e não possuem Procuradorias Municipais” asseverou, à época. O bahia.ba contatou o escritório, que pediu o envio de um e-mail com perguntas sobre o caso. Até a publicação da reportagem, em 10 de outubro, as respostas não foram encaminhadas. O site informa não ter conseguido contato com a Prefeitura de Jequié. http://bahia.ba/municipios/filhos-de-desembargador-abocanham-meio-milhao-de-prefeitura/

Juventude perde e Jequié se classifica em primeiro lugar no Baiano de Futebol Feminino

O Jequié Esporte Clube (JEC) é a sensação do Campeonato Baiano de Futebol Feminino em 2017. O time, que enfrentará o Juventude, em Vitória da Conquista, no dia 21OUT17 – um sábado – pela última rodada da competição, apenas cumprirá tabela, pois já está classificado, em primeiro lugar, para a próxima fase da competição. Isto porque o Juventude perdeu para o Conquista neste quinta-feira, 12, pelo placar de 2×1. O JEC é a primeira equipe a garantir vaga nas oitavas de final. Para alcançar a segunda vaga do grupo, o Juventude terá de, pelo menos, empatar com o Jequié. Em caso de derrota, o Conquista passa a fase seguinte. Os classificados neste Grupo 4 vão enfrentar os lideres do Grupo 3: São Francisco do Conde e Catu, hoje, ambos estão com 6 pontos. Os dois se enfrentarão na próxima rodada e o São Francisco ainda jogará contra Terra Nova, que já não tem mais chances. Times tradicionais como São Francisco e Vitória, costumam fazer grandes investimentos a partir da segunda fase do campeonato.

Imagem da partida Jequié 2×2 Conquista, no Waldomirão.

JEQUIÉ 120 ANOS: RETRATOS E MEMÓRIAS 05

No dia 25 de outubro de 2017, Jequié completa 120 anos de sua emancipação político administrativa. Como acontece todos os anos, no decorrer deste mês o Blog jequieeregiao.com.br publica imagens que contam a história do nosso Município. Mais uma vez, veremos imagens nunca publicadas em blogs, sites e portais. Elas fazem parte do acervo fotográfico em nosso poder a partir da colaboração de amigos. Em destaque a Rua 2 de Julho, centro da cidade.

Promessas Eleitoreiras

A CRÔNICA DA CIDADEPromessas Eleitoreiras
A eleição para governador se aproxima, e com ela as promessas que sempre marcam o período pré-eleitoral. O jequieense tem sido vítima dessas artimanhas ao longo dos tempos. Então, é se preparar para ouvir que as obras da Ferrovia Oeste Leste (FIOL) serão concluídas; que a BR 116 será duplicada e passarelas serão construídas na Cidade Nova e no KM 4; que a ponte do Jequiezinho já é uma realidade; que todos os bairros da cidade vão ter esgotamento sanitário de fora a fora, e por aí vai. Muitos dizem acreditar que esse pacote de bondades vai sair, e tudo é um grande presente, e que não eles querem nada em troca, a não ser o seu valioso voto em outubro de 2018.

Vamos por parte. As obras da ferrovia, no trecho entre Ilhéus e Barra do Rocha, por exemplo, estão paradas. É o trecho mais atrasado. Mil e quinhentos trabalhadores foram demitidos. Os desligamentos começaram em no início de 2015 e terminaram em dezembro do ano passado, segundo informação do Sindicato da Construção Pesada na Bahia. A Valec, empresa responsável pela construção da ferrovia, informa que apenas funcionários do setor administrativo estão trabalhando e muitos ou alguns devem ser transferidos para Jequié, até novembro, porque a Valec vai fechar o escritório em Ilhéus.
R$ 9 BILHÕES
Trilhos, dormentes de concreto, britas, tudo empilhados e largados. Milhares de pessoas deveriam estar trabalhando, mas estão desempregadas. A obra do Porto Sul não saiu do papel por falta de verba. Em 2015, o Ibama liberou a licença ambiental que faltava para a obra deslanchar e autorizou retirar parte da Mata Atlântica para a construção do porto. Até hoje só conversa bonita. O governo do estado espera que as obras da FIOL e do Porto Sul possam ser retomadas a partir do meio do ano de 2018. Como colocamos, ano eleitoral.

Gente, até agora já foram gastos com essa ferrovia nada menos do que R$ 5 bilhões. O governo acredita que serão necessários, no mínimo, mais R$ 9 bilhões para concluir uma parte da ferrovia, que vai de Ilhéus até Bom Jesus da Lapa, fazer a construção do Porto Sul e colocar em operação a mina de minério de ferro em Caetité.
BR 116
A duplicação da BR 116 também ficou na promessa. Audiências públicas foram realizadas em Jequié e aqui foi prometida a duplicação da entrada da Fazenda Velha ao Entroncamento de Jaguaquara e a construção de passarelas. Políticos bons de lábia aqui chegaram, venderam esperança, levaram o voto do jequieense e o nosso Município continua Ao deus dará; sem ferrovia, sem duplicação da estrada, sem passarela.

E a Ponte? E o Consórcio que o governador criou para resolver todos os problemas das estradas estaduais? De olho no contrato com a Prefeitura, a Embasa promete mundos e fundos: vai levar esgotamento sanitário de um canto a outro da cidade. Será que nossos governantes e o povo vão cair nesses encantos? Sinceramente, é bem provável. Mas nem todos estão dispostos a continuar sendo enganados com promessas em véspera de eleição. Desesperança? Não. Realismo mesmo!
Por Souza Andrade.