Jequié Esporte Clube é o quarto time da Bahia que mais leva torcida ao seu estádio

O Jequié Esporte Clube é o quarto clube de futebol que mais leva torcedores ao seu estádio na Bahia, ficando atrás apenas da dupla BAVI e da própria ADJ (Jequié) em relação ao ano de 2017. No último sábado (18NOV17), por exemplo, mais de duas mil pessoas lotaram a arquibancada do Waldomiro Borges, na primeira partida decisiva do Campeonato Bahiano Feminino entre Jequié x Lusaca. Nos recentes jogos do clube em casa, sempre mais de mil torcedores compareceram ao Waldomirão para apoiar o Jequié que participa de futebol de campo pela primeira vez. Sua origem é o futsal, também com excelentes resultados.

Imagem do jogo Jequié x Lusaca em 18.11.17. Agência Facilita.Digital

Sobre este primeiro grande confronto, que começou a definir o campeão da atual temporada, o Jequié encontrou muitas dificuldades no sábado, em razão, principalmente, do alto nível das adversárias. Além de um bom plantel individualmente, O Lusaca, é entrosado. Não por acaso é considerado o melhor time da competição. Quase todas as atletas atuavam juntas no time do São Francisco há cerca de 10 anos. Como a direção do São Francisco foi para o Lusaca, praticamente a totalidade das meninas foi para o novo clube. Então, o JEC enfrentou um time com qualidade técnica, entrosada e que conta com uma estrutura diferenciada dos demais participantes do certame. Apesar de tudo isso, o JEC resistiu bravamente e o único gol saiu de bola parada, ainda por cima, proveniente de um erro de arbitragem que, segundo dirigentes, atletas e torcedores, deixou de marcar uma falta a favor do Jequié no lance que originou o gol.

Campanha Natal Sem Fome 2017 chegará ao Jequiezinho no próximo domingo

Em Jequié, voluntários da Campanha Natal Sem Fome 2017 visitaram os bairros do Mandacaru e Itaigara neste domingo (19NOV17). A carreata da solidariedade percorre vários bairros há 18 anos. Na terça-feira, 21, no 8º Grupamento de Bombeiros Militar fará um levantamento para saber quantos quilos de alimentos já foram arrecadados. Em várias escolas de Jequié foram colocadas caixas para arrecadar alimentos não perecíveis e esta semana será a vez de as empresas no Distrito Industrial para que todos possam colaborar. No próximo domingo, dia 26, a carreata da solidariedade vai visitar o bairro do Jequiezinho, com visitas ao Alto do Funil, Alto da Coelba, Brinco de Ouro, Inocoop e Brasil Novo.

Falece, em Salvador, Luiz Carlos Braga, aos 93 anos

Faleceu em Salvador, neste domingo (19NOV17), Luís Carlos Braga, 93 anos. Nascido na capital da Bahia, em 1924, o agropecuarista foi diretor de obras do município de Jequié de 1959 a 1960 na administração do prefeito Lomanto Júnior, e secretário estadual de Viação e Obras Públicas da Bahia de 1963 a 1964 e secretário interino de Agricultura (1963) e da Fazenda (1964) no governo de Lomanto Júnior. Em 1966, elegeu-se deputado federal, sendo reeleito em 1970. Foi primeiro vice-presidente da mesa da Câmara entre 1971 e 1972. Também foi secretário de Obras da Prefeitura de Salvador entre 1976 e 1977, em seguida abandonou a vida pública, passando a dedicar-se à agropecuária em sua fazenda no município de São Sebastião do Passé (BA). Luiz Carlos Braga, casado com Inedina Luz Braga, com quem teve uma filha, Denise, é nome de uma escola municipal no distrito de Boaçu e no Parque de Exposições de Jequié.

Leur Lomanto Jr. entrega trator na zona rural de Manoel Vitorino

O apoio ao desenvolvimento agrícola, nas comunidades rurais do estado tem sido uma das defesas do deputado estadual Leur Lomanto Jr. (PMDB), em favor da população do interior baiano. Foi com mais esse objetivo que ele entregou hoje (19/11), um trator, na zona rural da cidade de Manoel Vitorino. O benefício foi fruto de uma emenda parlamentar apresentada pelo deputado, na Assembleia Legislativa da Bahia. Estavam presentes o ex-prefeito Lenilton Lopes, importante liderança que conhece a realidade do Município, onde foi prefeito por três mandatos; os vereadores Olavo, Vinícius e o presidente da Câmara de Vereadores, Landinho, além do ex-candidato a vice-prefeito Pedro e o ex-prefeito Caetano. “Fiquei muito feliz em levar esse benefício para a zona rural de Manoel Vitorino. Essa foi mais uma conquista importante para o meu mandato, sendo uma forma de ajudar a comunidade. Vamos continuar na luta para levarmos muito mais melhorias para a população de toda a Bahia”, ressaltou Leur Jr. O deputado Leur Lomanto Jr esteve também em Planaltino, onde ouviu as lideranças sobre as questões do município. O parlamentar se encontrou com o ex-candidato a prefeito Romi, vereadores e lideranças. (Jornalista Lilian Machado).

Derrota na primeira partida da final é combustível para virar o placar, diz treinador do Jequié Esporte Clube

Embora tenha criado boas oportunidades, o Jequié Esporte Clube (JEC) não conseguiu passar pelo Lusaca e acabou perdendo sua invencibilidade ao ser derrotado pelo placar de 1×0, em partida realizada no Estádio Waldomiro Borges, neste sábado (18NOV17), com a presença de cerca de dois mil torcedores. O resultado, com gol de bola parada, foi muito amargo para as meninas de Jequié que tiveram de enfrentar não somente uma equipe adversária de alto nível, mas também uma adversidade indesejável; erros de arbitragem. O lance do único gol da partida, por exemplo, foi bastante contestado dentro e fora de campo. A bronca todo é que houve falta no lance que antecedeu o gol. “No lance do gol, antes da falta, houve falta em Geovana, atleta do Jequié, que o árbitro não marcou”, comentaram dirigentes, jogadoras e torcedores. “Todo mundo viu que foi falta. Se não fosse essa falha gritante da arbitragem o empate seria mais justo pelo o que as duas equipes apresentaram em campo”, relatou um dirigente. O presidente do JEC, vereador Tinho, também não esconde sua insatisfação com a condução do jogo. Ele questiona vários lances. “Esse árbitro é um velho conhecido nosso. Ele nos prejudicou contra o Juventude e hoje novamente, deixando de marcar muitas infrações e isto cria uma instabilidade enorme”. O dirigente entende que árbitro bom é aquele que não aparece na partida. “Quem deve brilhar são as atletas”, pontua.

Este foi o primeiro de dois jogos da finalíssima do Campeonato Bahiano de Futebol Feminino 2017. A definição ocorrerá, em Camaçari, no próximo sábado, dia 25, quando essas mesmas equipes voltarão a se enfrentar. O Lusaca tem a vantagem de jogar pelo empate. Caso o JEC vença por um gol de diferença, o título será decidido através de cobranças de pênaltis.

Para o treinador Samuel Nunes, a necessidade da vitória na grande finalíssima na verdade é um grande combustível para as meninas do Jequié, que, apesar da derrota, saiu de campo de cabeça erguida e confiante de que é possível virar o placar. “Jequié e Lusaca chegaram até aqui com méritos, jogando um futebol de alto nível. Creio que estamos participando da maior final de todos os tempos. O jogo de hoje mostrou isso, um equilíbrio muito grande, situação diferente das decisões anteriores, marcadas por goleadas”, comentou.

Fotos: Agência Facilita.Digital

Hexa campeão brasileiro de judô será recebido com grande festa em Jequié

O hexa campeão brasileiro de judô (até 66kg), Diego Santos, será recebido com grande festa em Jequié, nesta segunda-feira (20NOV17). A recepção será na Praça Castro Alves, em frente à Igreja Catedral Santo Antônio, às 16h30min para em seguida, acontecer uma carreata por ruas e avenidas de vários bairros da cidade. A chegada do atleta é aguardada com muita expectativa depois da conquista do seu sexto título da maior competição nacional do judô, no último dia 12. Ele somente está retornando agora porque no dia seguinte viajou para uma nova fase de treinamentos em Belo Horizonte, visando à disputa do Grand Prix Nacional Interclubes realizado em São Paulo, onde representou uma equipe Minas Tênis.


Na atualidade, Diego Santos é o grande nome do judô da Bahia, para onde retornou depois de conquistar cinco títulos nacionais pelo Rio Grande do Sul e muitas medalhas em competições internacionais pela seleção brasileira. A opção de voltar a sua terra natal, Jequié, foi acertada. Graças a ele, a cidade já dispõe de um Centro de Treinamento, considerado um dos melhores do Norte/Nordeste do País e, em poucos meses de atuação, recolocou a Bahia no cenário nacional depois de mais de uma década sem ter um atleta na seleção nacional. Em Jequié, Diego Santos faz parte do projeto social Judô Ação, coordenado pelo seu irmão Arlon Ferreira, responsável pela inserção de centenas de crianças, adolescentes e jovens na prática esportiva. O próximo desafio será a última etapa do calendário baiano de 2017, que será em Jequié, também pela forte influência de Diego Santos.

Paulo Sales participa de curso licença B de técnico de futebol promovido pela CBF

O técnico do Jequié (ADJ), Paulo Sales, participa do I Curso Licença B para Treinadores de Futebol de Base, realizado em Salvador. Trata-se da primeira cidade do Norte/Nordeste do País a viabilizar promovido pela CBF Academy com o apoio da FBF. O curso foi aberto no dia dia 15 de novembro, no campus da Universidade Católica do Salvador (Ucsal) e vai até o dia 26. Segundo a Federação, os alunos serão formados e capacitados, com aulas na própria Ucsal e no Estádio de Pituaçu, para atuar como treinadores de categorias de base. Participam do curso, profissionais que já possuem o certificado de Licença C, ex-atletas de futebol profissional e técnicos de equipes de base. O Curso Licença B da CBF tem uma carga horária de 200 horas, sendo 140 horas de disciplinas teórico-práticas, 20 horas de estudos especiais e tutoria e 40 horas de Acompanhamento e Observação de Treinamento supervisionado obrigatório. O corpo docente é formado por profissionais do mais alto gabarito, com atuações em grandes clubes, na própria CBF e na FIFA.

Paulo Sales (D) com Manoel Alex Lima

Com apoio da torcida, Jequié faz primeira grande final, neste sábado, no Waldomirão, pelo Bahiano Feminino

Com o apoio de sua imensa torcida, as meninas do Jequié Esporte Clube (JEC) entram em campo neste sábado (18NOV17) para a primeira partida decisiva do Campeonato Baiano de Futebol Feminino 2017. O jogo será contra o Lusaca, no Waldomirão, às 15 horas. A semana do JEC foi de treinos intensos. “A expectativa é a melhor possível. Temos um grupo preparado, confiante e consciente de seu potencial, afinal não chegamos aqui por acaso, pelo contrário, foi construída uma trajetória vitoriosa, vencendo grandes desafios a cada jornada”, comentou o treinador Samuel Nunes. Também é consenso no grupo que a responsabilidade toda recai sobre o adversário que fez investimentos para ser campeão. “Queremos ser campeões e vamos lutar até o fim. Estamos fazendo uma campanha extraordinária, mostrando o valor que as meninas de Jequié têm também no futebol de campo, pois elas já haviam mostrado isso no Futsal”, completou.

Sorteados do Residencial Segredo protestam contra atraso no atendimento em Jequié. Entrega das chaves não tem prazo.

Idosos, doentes, grávidas, mães com bebês no colo e outras pessoas protestaram, na tarde desta sexta-feira (17NOV17), na porta do Jequié Tênis Clube, contra a grande demora no atendimento para a assinatura dos contratos entre os futuros inquilinos do Residencial Segredo e o Banco do Brasil. Eles reclamaram não somente da lentidão, mas também da falta de assistência. Muitos saíram de casa muito cedo, sem nenhuma refeição, e passaram privações sem água, alimentação, sanitário, conforto e comodidade, pois permaneceram horas ao relento.

Porta do JTC. Foto: Dell Santos/Blog jequieeregiao.com.br 

A logística montada não funcionou a contento. Em entrevista ao repórter Dell Santos o diretor municipal de habitação, Evaldo Almeida (Badula) admitiu que o esquema não funcionou de acordo com o planejado, mas que a equipe faria o possível para atender todos os contratos ainda nesta sexta. “Se tivessem feito as coisas bem feito nós não passaríamos por essa humilhação”, reclamou a inquilina Márcia. Outra afirmou que esta não foi a primeira que as pessoas inscritas foram submetidas a esse tipo de vexame. “Faz tempo que nós sofremos com essa enrolação e humilhação”, completou. O sorteio das casas foi feito em dezembro de 2016, os contratados estão sendo assinados agora, mas a entrega das chaves não tem prazo definido. São mais de 800 moradas construídas pelo Programa Minha Casa, Minha Vida, no bairro Curral Novo, via Banco do Brasil/Prefeitura de Jequié.

Foto: Blog jequieeregiao.com.br

Museu de Jequié é palco de projeto cultural

Com a produção de Nuno Menezes, teve início desta quinta-feira (16NOV17) o projeto “Pôr do Sol no Museu” – edital de Cultura do Estado, via Fundo Estadual de Cultura, IPAC e apoio da Prefeitura de Jequié. Tendo como palco o Museu de Jequié, a estreia foi marcada pela palestra sobre Identidade Cultural, ministrada por Glauce Souza Santos; apresentação de dança dirigida por Ivaldo Santos e show ‘Cidade Online’, com A Nave de Mukambo. As atividades seguem até 19 de abril de 2018.

Prefeitura de Jequié muda discurso em relação a situação das ruas da cidade

A Prefeitura de Jequié mudou seu discurso em relação a situação das ruas da cidade depois das chuvas do início desta semana. Com a chegada do diretor-presidente da Superintendência de Proteção e Defesa Civil (SUDEC), Paulo Sérgio Menezes Luz, nesta quinta-feira (16NOV17), para visitar as áreas mais castigadas, a prefeitura decidiu adotar o discurso de ‘terra arrasada’, reconhecendo que houve estragos na estrutura das vias públicas, diferentemente da nota emitida no dia da chuva, quando afirmava não ter havido “grandes danos” e que o período de chuvas “trouxeram quase que nenhum dano”, ainda que, com muitas ruas intransitáveis como pode ser visto de fora a fora na cidade. Merece destaque o trabalho realizado nos últimos meses em relação à melhoria no serviço de limpeza dos canais pluviais e galerias que evitou o agravamento em pontos críticos.

Terceirizados cobram pagamento da Prefeitura de Jequié

A falta de planejamento continua sendo a tônica das administrações municipais de Jequié, especialmente em relação aos servidores públicos. Entra governo, sai governo e o servidor permanece sem um calendário de pagamentos de seus salários. Como se não bastasse o servidor de carreira não saber a data de receber seus salários, os terceirizados enfrentam situação ainda pior, que é o constante atraso no pagamento, repetindo a mesma rotina infeliz da administração da prefeita Tânia Britto, que deixou contratadores no mundo da amargura. Agora mesmo, surgem novas queixas relacionadas a atrasos de terceirizados. Tem trabalhador alegando três meses de salários atrasados.