Atraso na Era Sérgio já faz lembrar os terríveis tempos da administração de Tânia

Em apenas um ano da gestão do prefeito Sérgio da Gameleira, funcionários e prestadores de serviços vivenciam os mesmos problemas em relação a atraso de pagamentos enfrentados em governos anteriores, principalmente o de Tânia Britto, considerado, até aqui, o pior da história. Insatisfeitos com a demora, um grupo foi à sede da prefeitura reivindicar seus direitos, lembrando os terríveis tempos de pais de famílias clamando por pagamentos. Eles alegam que tem quatros meses para receber e que o atraso vem provocando estragos em seus orçamentos domésticos. “Temos que manter nossos veículos e levar o sustento à mesa”, lamentou um deles, que não esconde seu desapontamento com a situação. “Viemos aqui em busca de uma solução”, sentenciou. Ao mesmo tempo, funcionários ligados a prefeitura pela Terceira Visão continuam a se queixar de atrasos. A boa notícia foi o início do pagamento de parte do 13º, mas muitos deles ao consultarem o saldo bancário perceberam que haviam depositado apenas R$400,00. Por outro lado, muitos deles ainda tem dinheiro para receber da época de Tânia. “Eu menos tenho quase R$ 10 mil para receber e não posso perder porque sempre cumprir com meus compromissos, trabalhando de sol a sol”, disse um cidadão que alimenta a esperança de receber seus salários atrasados. Espera-se que a prefeitura reencontre seu equilíbrio financeiro para não repetir os graves problemas de credibilidade enfrentados nos passado recente, quando prestadores de serviços e fornecedores queriam distância da prefeitura de Jequié. Afora isso, a não quitação em dia também afeta a economia da cidade.

Pagar em dia é um dos principais desafios da gestão do prefeito Sérgio.