Prefeitura de Jequié oferece 6,81% de correção e proposta é aceita pelos professores

A Prefeitura de Jequié e a APLB, sindicato que representante os professores, se acertaram quanto ao reajuste salarial da categoria. A gestão do prefeito Sérgio da Gameleira ofereceu 6,81% e o percentual foi aceito pelos trabalhadores durante Assembleia Geral realizada na quinta-feira (12JUL18). O acordo foi firmando depois de várias reuniões promovidas pela Comissão Permanente de Negociação.

“Mesmo atravessando grandes dificuldades orçamentárias em função da crise que atinge todos os municípios brasileiros, (a prefeitura) resolveu atender ao pleito e definiu em favor da contraproposta apresentada pela entidade para a correção do piso salarial dos professores. O percentual aprovado foi de 6,81%, e o repasse será dividido em quatro parcelas, sendo que o primeiro pagamento acontecerá em setembro, indo até dezembro”, informa a Prefeitura. Acrescenta que historicamente a Prefeitura de Jequié vem cumprindo com o piso nacional do magistério, chegando a investir cerca de 95% dos recursos do FUNDEB apenas com pagamento de professores, de forma que toda a despesa com a Educação, da parte remanescente, acaba sendo absorvida pelo município com recursos próprios. As rodadas para discussão sobre o piso salarial continuam.

Na próxima semana, a Prefeitura de Jequié e a Comissão Permanente de Negociação têm reuniões agendadas com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jequié (SINSERV) e com o Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às Endemias (SIND-ACS).