Prefeito reclama de tratamento desigual na Policlínica de Jequié

A Policlínica é sustentada com 60% de recursos destinados pelas Prefeituras e os 40% restantes pelo governo estadual, conforme previamente acordado entre as partes. Ocorre que tem prefeito reclamando de tratamento desigual, especialmente durante o período eleitoral deste ano. A insatisfação foi manifestada pelo prefeito de Itagibá, Gilson Fonseca, durante assembleia do Consórcio Intermunicipal do Médio Rio das Contas, realizada em Jequié, nesta sexta-feira (14dez18), da qual participaram vários prefeitos da região. Ele aproveitou a ocasião para criticar a forma como o atendimento é conduzido. “Quem paga são as prefeituras”, esbravejou ao dizer que, durante a eleição, cabos eleitorais tinham mais prestigio que os prefeitos. Alega que a prefeitura de Itagibá tinha dificuldade de marcar exames, enquanto pessoas, para beneficiar deputado A ou B, tinham acesso fácil aos procedimentos.

A denúncia foi rechaçada pelo prefeito de Jitaúna, Patrick Lopes. Porém, Gilson Fonseca não se fez de rogado e manteve as críticas, inclusive durante entrevista ao jornalista Ari Moura (A Folha e Jequié FM) reclamou também do pouco caso do governo com a estrada Ipiaú/Itagibá/Dário Meira. A população da região sofre ao longo dos últimos 12 anos sem estrada, apesar de sua grande importância para a economia regional. Recentemente, o governo iniciou a pavimentação asfáltica da via, mas a empresa contratada retirou o maquinário e as obras paralisadas.