Licitação para contratação de empresa para instalação de sinalização de trânsito será retomada nesta quarta, dia 9

O processo licitatório, iniciado no ano passado, objetivando a contratação de empresa para o fornecimento e instalação de sinalização semafórica em Jequié será retomado pela Prefeitura, nesta quarta-feira (09jan19), em reunião marcada para as 11 horas. A sessão do último dia 18 de dezembro foi suspensa após uma das empresas participantes da concorrência pública solicitar análise de exequibilidade da proposta apresentada, além de questionamento em relação a sua impossibilidade de comercialização de equipamentos semafóricos. De acordo com o Parecer divulgado no diário oficial do município desta segunda-feira, dia 7, ficou decidido pela “desclassificação da proposta da empresa Sinales Sinalização Espirito Santo Ltda., pela ausência de comprovação de execução da proposta apresentada pela Recorrida”.

No que diz respeito a inexequibilidade dos preços ofertados a gestão municipal decidiu, conforme divulgação no diário oficial do Município: “Cumprindo o entendimento firmado pelo Tribunal de Contas da União – TCU, diante da alegação de inexequibilidade de proposta da empresa Recorrida, o Pregoeiro promoveu a sua intimação para que justificasse os preços apresentados e demonstrasse a exequibilidade de sua proposta. De logo, insta frisar que o preço estimado para a contratação é de R$ 5.348.540,19, enquanto a Recorrida propôs o preço total de R$ 2.509.035,53, menos da metade do valor estimado pela Administração. Apesar da solicitação da Administração, a empresa Recorrida deixou de apresentar documentos hábeis a demonstração da exequibilidade de seus preços, como por exemplo: contratos anteriores com preços aproximados, custos de insumos, notas fiscais de aquisição dos equipamentos, etc. Sendo assim, diante da disparidade do preço ofertado e aqueles cotados pela Administração, assim como proposto pelas demais licitantes, tem-se que a proposta da empresa SINALES é inexequível e traz riscos à Administração, motivo pelo qual deve ser desclassificada”.

Trânsito de Jequié é um dos piores da Bahia. Foto: Agência AM/Ari Moura