Dívida do Iprej virou uma bola de neve, diz vice-presidente do Conselho Fiscal

Sem a presença de representações da gestão do prefeito Sérgio da Gameleira, o Conselho Fiscal do Instituto de Previdência dos Servidores Públicos Municipais de Jequié – Iprej – promoveu uma ampla discussão sobre a crise que o atinge, em Audiência Pública realizada na Câmara, na terça-feira (27ago19). O próprio Instituto não enviou representante para esclarecer pontos cruciais sobre a delicada situação, o que aumenta ainda mais a preocupação não somente dos aposentados, pensionistas e beneficiários de auxílio-doença, mas também dos servidores em geral que sequer encontram solidariedade nesse momento de extrema incerteza. O vice-presidente do Conselho, Wilton Novais, não esconde sua apreensão com o problema, pois, segundo ele, a divida da gestão com o Iprej chega a R$68 milhões e não tem observado nenhum engajamento no sentido de reverter a crise. Citou que a gestão não vem horando o parcelamento feito no governo de Tânia Britto, nem tampouco, o reparcelamento da época da transição. “O reparcelamento foi em 260 vezes, e das 46 prestações somente 27 foram quitadas, gerando mais dívidas”, adverte.

Audiência Pública contou com a presença de alguns vereadores