Pressionados professores decidem voltar

Os professores da rede municipal de ensino decidiram, em assembleia da categoria realizada nesta quarta-feira (28ago19), voltar as salas de aula já nesta quinta, diante da pressão que vem sofrendo para decretar o fim da greve iniciada 15 dias atrás. Se permanecesse com o movimento paredista, a APLB/Sindicato poderia pagar pesada multa por decisão judicial. O fim da greve, aprovado por maioria, deve abrir caminho para a retomada das negociações com a gestão do prefeito Sérgio da Gameleira, porém, longe de selar a paz entre as partes, pois uma relação conflituosa como esta costuma deixar sequelas difíceis de serem cicatrizadas. à noite, mesmo, professores voltaram à Câmara para pedir “Fora Gameleira”. Enquanto isso, os estudantes, que ficaram vários dias sem frequentar a escola, terão ainda de amargar outros dessabores com reflexos negativos duradouros.

Professores voltam, mas categoria continua mobilizada