Médico Paulo César Ferreira vai a Missa de canonização de Santa Dulce dos Podres celebrada pelo Papa no Vaticano

O médico Paulo César Ribeiro Ferreira, que trabalhou no Hospital Santo Antônio, criado por Irmã Dulce, em 1991 e 1992, participou, ao lado da esposa Waldiria, da Santa Missa celebrada pela Papa Francisco, que marcou a canonização de Santa Dulce dos Pobres, neste domingo (13out19), no Vaticano. O casal foi convidado pela por Maria Rita, sobrinha de Santa Dulce e superintendente das Obras Sociais. Em entrevista, o médico que atende aos pobres no Ambulatório Irmã Dulce, mantido pela Igreja Matriz de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no Jequiezinho, classificou a Santa como uma alma iluminada e teceu comentários sobre o caminho que ela fez. “Foi magistral e nos indica o que todos devemos fazer. A vida dela era pautada no amor ao próximo”, disse. “Ela via Deus nas pessoas”, completou. Quanto ao seu trabalho no hospital, Paulo César relatou que, ao amanhecer, Irmã Dulce o encontrava as 6 horas, no café da manhã, e já passa as informações de todos os pacientes do hospital. “Já internei paciente no banco do hospital porque ela não permitia que ninguém voltasse para casa sem atendimento. É uma história muito bonita”, destacou.