Justiça volta a negar prisão preventiva do prefeito Sérgio da Gameleira

A Justiça Federal voltou a negar pedido de prisão preventiva do prefeito Sérgio da Gameleira proposto pela Polícia Federal e determinou algumas punições (imagem abaixo). Além do prefeito, também foi solicitada a prisão de Adenilson Maurício Rios Cilindro, presidente da ATIVACOOP. Pediu ainda que fosse decretada a prisão temporária de Vanessa de Lucena Nogueira, vice-presidente da ATIVACOOP; de Bruno Ferraro Almeida, pregoeiro da Prefeitura; de Luiza Galvão de Carvalho, assessora do prefeito; e de Luan de Melo Ribeiro, chefe de gabinete do prefeito. 

Nenhuma descrição de foto disponível.